Dominio: saudenocorpo.com
Chave: 551eaec2ada22cab6158c5b90561a1f4a1415d7a
Hora do cache: 1479512799
Vida do cache: 1480808799
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: 06edfff39384f069d6b8da8be1ebde6bffc7fa85
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

Dieta Paleolítica

Já imaginou se você pudesse emagrecer ao mesmo tempo em que livra a sua saúde de doenças como o resfriado e a gripe? Pois é: essa certamente é a promessa da dieta paleolítica que mais chama a atenção dos atletas e demais indivíduos que buscam melhores resultados tanto na perda de calorias, como também no fortalecimento do sistema imunológico.

Entre os principais atributos da dieta paleolítica, o primeiro deles se refere ao jejum prolongado. Além disso, o indivíduo deve manter uma alimentação baseada em low carb (baixa em carboidratos, quase mínima). Mas certamente uma coisa é bem atrativa: você pode comer carne à vontade.

A dieta paleolítica é uma dica de saúde muito atrativa e os estudos norte-americanos confirmam que ela realmente ajuda a emagrecer, além de ser uma boa opção para melhorar o condicionamento físico dos corredores. Porém, quem opta por esse tipo de dieta deve tomar muito cuidado para não extrapolar nas carnes, já que um estudo de uma das universidades mais conceituadas do mundo, Harvard, concluiu que, quanto maior é o consumo de carne vermelha, maior é também a taxa de mortalidade.

A dieta inclusive foi idealizada por um ex-atleta e biólogo, que se inspirou na idade da pedra para criar a dieta paleolítica. Dessa forma, tudo o que na “época das cavernas” nem se quer existia, como as massas e os produtos industrializados, está cortado também da dieta atual.

bonus dieta da proteina

Conheça quais são os principais pilares que compõem o cardápio da dieta paleolítica:

Consumo de carne à vontade – a carne de animais foi a base para a alimentação no período paleolítico, motivo pelo qual também é no caso dessa dieta. O consumo nesse caso é adequado, já que a carne é fonte de nutrientes, proteínas e ainda auxilia na recuperação de tecidos e recomposição muscular. Porém, abusar não faz parte e o indivíduo deve saber controlar. As mais adequadas são o peixe e o frango.

Grãos e massas – não! Na época paleolítica, os homens não plantavam milho, trigo, arroz e nem nada do tipo, motivo pelo qual também estão fora da dieta. Além disso, estes também são alimentos ricos em carboidratos, que estão cortados nesse tipo de dieta.

Dieta Paleolítica

Frutas e vegetais em excesso. A única – e principal – fonte de carboidratos na dieta paleolítica é em relação às frutas e verduras. Mesmo assim, cuidado com os abusos. As frutas mais ricas em carbo, como a banana, melão, abacate e coco, também não são adequadas.

Pode consumir gorduras. Pois é: já imaginou uma dieta que você pode comer gorduras à vontade? Mas nada de pensar em fast food ou em doces em excesso. Por isso, as mais adequadas são as castanhas, amendoim, nozes, amêndoas e pistache. Além disso, os peixes como atum e sardinha também são adequados.

A água é fundamental. Ela ajuda a manter o corpo sempre hidratado e não conta com qualquer componente que venha a ser prejudicial para a saúde. Por isso, a bebida é a mais adequada, não tem nenhum valor enérgico e ainda não deixa o seu corpo reter tanto líquido.

Recomendados Para Você:

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.