Dominio: saudenocorpo.com
Chave: 551eaec2ada22cab6158c5b90561a1f4a1415d7a
Hora do cache: 1480808842
Vida do cache: 1482104838
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: 06edfff39384f069d6b8da8be1ebde6bffc7fa85
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

Gorduras Trans: como evitar?

Em função da correria do dia a dia, fica cada vez mais difícil nos alimentarmos de forma saudável e correta. Isso infelizmente não é bom, pois em vez de escolhermos alimentos naturais, preferimos lanches ou comidas congeladas. Pelo fato de serem mais práticas e fáceis na hora de consumir, acabamos optando por elas. Com isso, o excesso no consumo das gorduras trans, que estão amplamente presentes nesses alimentos, se reflete, futuramente, em malefícios para a nossa saúde.

A sua forma de obtenção pode ser feita de duas maneiras: através do processo químico natural ou industrial. A primeira acontece quando está dentro do estômago dos animais. A segunda é no momento em que ocorre a transformação dos óleos vegetais líquidos em gorduras sólidas por meio da hidrogenação. Normalmente utilizada em grandes indústrias, as gorduras trans são responsáveis por contribuírem na melhora da durabilidade, da uniformidade e da consistência dos alimentos.

No entanto, é muito simples ficar longe delas. Só pelo fato de evitarmos alimentos fritos como salgados, frango ou batatas já ajuda, e muito. Por isso, em vez de fritar, prefira saltear ou assar os alimentos. Caso não seja possível, opte por óleo de canola ou azeite. Moderar o consumo de fast food e molhos muito carregados de condimentos e queijo também é uma ótima opção.

Gorduras Trans

Se quiser fazer um bolo, fuja das misturas prontas, que contêm quantidades elevadas de gorduras trans. Prepare-o de forma normal, porém, acrescente gorduras saudáveis e, em vez do glacê, farine por cima o açúcar de confeiteiro. Diminuir o consumo de sopas em copo e de macarrão instantâneo, escolher melhor os congelados (dar prioridade àqueles que mais se assemelham a sua forma natural) e evitar os biscoitos recheados (preferir doces que contenham grãos integrais) contribuem para a diminuição do uso das gorduras trans.

Ainda é importante reduzir o uso da margarina, dos alimentos chamados de pré-prontos, que são aqueles pacotes de pão de queijo, pizza e massa e a pipoca de micro-ondas. Todos possuem grande concentração de gordura. E sabe aquele cafezinho com muito chantili, ideal para saborear após o expediente? Também é bom não abusar. Prefira a versão tradicional.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o consumo das gorduras trans não pode, de forma alguma, ser maior do que 1% do valor calórico diário. Se fizermos um cálculo bem rápido, em que a média calórica diária de uma pessoa adulta seja 2000 Kcal, a conclusão é que o consumo diário não pode superar os 2 g por dia.

A ingestão abusiva das gorduras trans colabora para que o LDL (colesterol ruim) e o colesterol total aumentem e os níveis de HDL (colesterol bom) diminuam. Isso acarreta riscos graves para a saúde e principalmente para o coração. Segundo especialistas, é essencial ficar atento à lista de ingredientes e às informações nutricionais dos rótulos e das embalagens. Ainda, devemos ter cuidado com as banhas, gorduras parcialmente hidrogenadas, gorduras saturadas e gorduras hidrogenadas. Da mesma forma que as gorduras trans, elas também fazem mal à saúde.

Recomendados Para Você:

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.