Dominio: saudenocorpo.com
Chave: 551eaec2ada22cab6158c5b90561a1f4a1415d7a
Hora do cache: 1480808842
Vida do cache: 1482104838
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: 06edfff39384f069d6b8da8be1ebde6bffc7fa85
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

Grãos podem atrapalhar o emagrecimento

Atualmente, é muito comum que se recomende os grãos como parte fundamental de uma dieta equilibrada. Diversos alimentos como barras de cereais, granolas, entre outros, são vendidos e exaltados como alternativas saudáveis. No entanto, essa categoria de alimentos pode dificultar o emagrecimento ou até mesmo contribuir para o aumento de peso sem que a pessoa perceba. E é em razão disso que os nutricionistas estão reavaliando a necessidade da ingestão de grãos no dia a dia, inclusive os integrais.

Os especialistas defendem que é possível obter todos os benefícios associados aos grãos por meio de uma dieta variada. Por exemplo, as frutas e verduras são melhores fontes de fibras do que os cereais. Como resultado, o intestino funciona bem e a sensação de saciedade permanece por mais tempo. Para garantir uma dieta rica em antioxidantes, o ideal é optar por refeições coloridas, especialmente que contenham alimentos vermelhos, roxos, verdes e laranjas. Previne-se então os danos e lesões causados pelos radicais livres, que podem levar a disfunções celulares. Os chamados bons carboidratos são essenciais para prover a energia que o organismo necessita para funcionar. Porém, não é preciso comer grãos para suprir tal demanda, já que frutas e verduras são capazes de fornecer essas substâncias. Ainda mais quando forem considerados os anti-nutrientes que estão presentes nos grãos porque eles não foram feitos para serem absorvidos, mas justamente para passarem ilesos pelo trato digestivo e se tornarem plantas. No que concerne a perda de peso, há chances dos grãos serem os carboidratos excedentes no seu cotidiano e substituí-los pode acelerar o emagrecimento.

Baixe Gratuitamente o Infográfico do Método Start  Clique Aqui

Achados antropológicos mostram que eliminar os grãos da dietas tem benefícios

Para ilustrar o argumento, basta examinar que os seres humanos viveram durante dezenas de milhares de anos sem a presença de grãos. Esses elementos só foram introduzidos à dieta após o advento da agricultura em grande escala. Existem até descobertas arqueológicas que assinalam que os indivíduos que habitavam a Terra antes dos grãos serem a base da alimentação apresentavam melhores indicadores do que os seres humanos que vieram pós-agricultura. Isto é, eles possuíam uma altura altura média maior, ossos com menos sinais de desgaste, além de terem menos doenças bocais como tártaro e cáries.

Mas e os grãos integrais?

Por fim, é válido destacar que os estudos que abordam as vantagens dos grão fazem comparações entre as versões integrais e refinadas desses alimentos. Em relação a esses resultados, há um consenso de que os grãos na forma natural é superior em termos nutricionais quando confrontado com sua variante processada. Porém, isso não significa que consumir grãos integrais seja uma medida mais saudável do que cortar esse item da dieta. Destaca-se que é cada vez maior a quantidade de pessoas com alergias ou intolerância a grãos, condições que às vezes demoram a ser diagnosticadas. Fala-se bastante do glúten, mas inclusive quem não é celíaco pode apresentar reações a boa parte desses alimentos. Portanto, recomenda-se retirar os grãos do cardápio como experiência para que o indivíduo perceba o bem-estar que a medida traz.

Recomendados Para Você:

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.