website statistics

Hepatite – Tipos e Sintomas

A hepatite é uma doença que afeta o fígado. O termo designa uma inflamação no órgão que pode ter a origem tanto em infecções virais, como por abuso de algumas substâncias, como álcool e diversos tipos de medicação. Por isto é muito importante evitar a automedicação, a superdosagem e a mistura de remédios metabolizados no fígado, que são a maioria dos analgésicos, e as bebidas alcoólicas.

Existem diversos tipos de hepatite de origem viral, tais como as Hepatite A, B, C, D, E, F, G e citomegalovírus, além das causadas por abuso de drogas e remédios. Esta doença tem o potencial para se tornar um problema crônico, que pode evoluir para uma cirrose hepática, causando até mesmo a falência do órgão.

Todos estes tipos de hepatite provocam infecção no fígado, mas possuem formas de contágio diversas, além sintomas e tratamentos que podem variar em intensidade, tempo de duração e taxa de mortalidade. Este artigo explicará o funcionamento dos tipos mais comuns da doença e as formas como elas podem ser evitadas, diagnosticadas e tratadas.

Agora vamos falar sobre os três principais tipos de hepatite e seus sintomas

  • Hepatite A
  • Hepatite B
  • Hepatite C

Hepatite A

hepatiteA hepatite do tipo A é uma das doenças mais comuns em território nacional. Dados de órgãos especializados mostram que 75% da população brasileira já teve contato com o vírus (HVA) responsável por provocar esta modalidade da doença.

O contágio acontece através da ingestão de água ou alimentos contaminados com o vírus. A hepatite do tipo A atinge principalmente crianças, 57% dos casos registrados são pessoas com menos de 10 anos de idade, e populações sem acesso a sistemas de saneamento básico. O vírus tem um período de incubação curto, cerca de 2 a 6 semanas.

Sintomas

Os sintomas mais comuns são febre, dores abdominais, mudanças na cor da urina e também no cheiro dela, além da ictericia, um quadro que deixa a pele e os olhos amarelados. 

A hepatite do tipo A é uma forma mais branda da doença, a infecção é comumente combatida pelo próprio organismo do paciente, sendo necessário apenas o tratamento dos sintomas da infecção.

Hepatite B

O vírus causador da hepatite B, o HVB, existe em fluídos corporais, como sangue, secreções vaginais, saliva e sêmen. Por isso, a contaminação pode ocorrer através de contato sexual, compartilhamento de agulhas, transfusão de sangue e até mesmo no momento de fazer uma tatuagem, caso o aparelho esteja contaminado com o vírus. Quem está infectado com o vírus da hepatite B, pode também desenvolver a hepatite do tipo D, pois o vírus HDV, depende da presença do vírus HVB para prosperar.

Sintomas

Os sintomas mais comuns são urticárias, ictericia, náuseas, vômitos, dores abdominais, fadiga e febre. Porém, parte considerável dos casos de hepatite B é assintomático, ou seja, muitas pessoas só descobrem a doença quando ela já evoluiu para um quadro crônico. 

Tratamentos

Os tratamentos mais comuns envolvem o uso de medicamentos antivirais e o controle dos sintomas. A hepatite B é uma doença que o próprio organismo do paciente tem capacidade para combater. Cerca de 90% dos casos de contaminação são resolvidos pela ação do sistema imunológico. Mas a recomendação, para evitar grandes danos ao fígado, é a dose da vacina para imunização contra o vírus HVB.

Hepatite C

A hepatite C possui um grande potencial de se tornar uma doença crônica, mas cerca de 50% dos casos de contaminação são revertidos pela ação do próprio organismo, os resultados vão depender muito da idade e estado de saúde do individuo contaminado. A infecção pode ocorrer através de transfusão de sangue, agulhas contaminadas, transplante de órgãos não testados com a doença e troca de outros fluidos corporais.

Sintomas

Os sintomas podem incluir dores musculares, náuseas, cansaço e ictericia. Assim como a hepatite B, o contágio pela doença provocada pelo vírus VHC, pode ser evitado através de alguns cuidados. É muito importante evitar o compartilhamento de agulhas, exigir material descartável e esterilizado no momento de fazer tatuagens e sempre usar proteção na hora de manter  relações sexuais.

Fale mais sobre hepatite para seus amigos tomarem cuidado compartilhando este conteúdo em suas redes sociais.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.