Dominio: saudenocorpo.com
Chave: 551eaec2ada22cab6158c5b90561a1f4a1415d7a
Hora do cache: 1480808842
Vida do cache: 1482104838
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: 06edfff39384f069d6b8da8be1ebde6bffc7fa85
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

Lúpus

Muita gente já ouviu falar do Lúpus, mas nem todo mundo sabe o que é essa doença, o que ela causa e quais os sintomas e tratamento. Esse é, inclusive, uma das causas que faz com que muita gente não perceba que é portadora da doença.

O Lúpus é uma doença rara e autoimune, ela atinge normalmente mulheres com mais de 30 anos e na verdade é um desequilíbrio do sistema imunológico. Esse desequilíbrio no sistema que deveria nos proteger de agressões externas faz com que o organismo comece a produzir anticorpos que atacam células saudáveis.

Como funciona o Lúpus

Como dissemos anteriormente o Lúpus faz com que nosso sistema imunológico comece a produzir anticorpos que atacam tecidos e órgãos sadios como o fígado, as articulações, os rins, os pulmões, o cérebro e até mesmo o coração. Esse é um dos fatores que fazem com que a doença seja de difícil diagnóstico já que as diversas formas de manifestação fazem com que os médicos fiquem confusos quanto a doença que pode estar afetando o paciente.

O Lúpus é muitas vezes chamado de doença autoagressiva já que a fabricação de substâncias muito nocivas para o nossos organismo e também pela produção de anticorpos fazem com que nosso próprio organismo nos ataca. Ele pode atingir qualquer um dos tecidos dos nossos corpos já que sua agressão é ao núcleo da célula, que ficam no interior dos nossos tecidos e que são atacadas pela quantidade de anticorpos que as atinge, que é conhecido como complexo imune.

O complexo imune funciona da seguinte maneira, o paciente que tem predisposição a ter Lúpus, ou seja, já tem uma grande produção de autoanticorpos , se uma substância exterior se unir a esse anticorpos formam-se o complexo imune, o que desencadeia a inflamação do tecido ou órgão, produzindo a conhecida nefrite lúpica, que pode levar o paciente ate mesmo a morte. Um desse fatores externos que podem se unir aos autoanticorpos é muito comum e conhecida, a radiação solar.

O órgão mais atingido pelo Lúpus é o rim, já quando se trata de tecidos os mais afetados são as articulações dos membros superiores como o ombro, cotovelo, pulso e até mesmo os dedos das mãos.

Lúpus

Lúpus

Sintomas e tratamento do Lúpus

Alguns sintomas são típicos do Lúpus, mas como já dissemos esse sintomas são também característicos de outras doenças, o que faz com que ela seja de difícil diagnóstico. Um paciente com Lúpus apresenta sintomas como dores musculares que aparecem e somem, febre, fadiga, uma hipersensibilidade a exposição solar, como vermelhidão e inflamação, principalmente no rosto e colo e a típica lesão conhecida como asa de borboleta, que é uma mancha vermelha nas maças do rosto e em volta dos olhos.

A perda de cabelo é outro sintoma típico de quem tem Lúpus. Já nas articulações os sintomas do Lúpus são rigidez matinal que fazem com que as articulações fiquem duras quando ficam muito tempo em repouso, além de artrite como inchaço nas juntas e dor.

Quando o Lúpus atinge a pleura ou o pulmnao o paciente pode sentir dor ao respirar, falta de ar, sangramento no pulmão e e também derrame na pleura. Se a doença atingir os vasos sanguíneos o Fenômeno de Raynaud pode aparecer, esse fenômeno faz com que a ponta dos dedos fiquem roxas e as mãos vermelhas ou pálidas, que tendem a piorar com o frio.

Se atingir o sistema nervoso o Lúpus causa dormência e formigamentos e uma sensação conhecida como disistesia que nada mais é do que uma sensação ruim quando é tocada, além disso convulsões também podem acontecer assi como derrame e fraqueza muscular.

Para quem sofre com o Lúpus nos rins a doença é muito silenciosa ao acometer esse órgão. As alterações aparecem em exames de sangue, proteínas e restos celulares, mas não possuem nenhuma dor, o que dificulta que o paciente perceba que algo está errado. Quando já está evoluído o Lúpus pode causar insuficiência renal e fazer até mesmo que o órgão pare de funcionar.

O tratamento do Lúpus é diferente para cada paciente e deve ser feito por um Reumatologista, médico especialista em doenças autoimunes. O que se sabe é que a maioria das drogas usadas para tratar a doença são muito fortes e levam a efeitos colaterais intensos em seus pacientes e por isso devem ser prescritos por médicos experientes e especializados.

O que também se sabe é que os pacientes que apresentam Lúpus tem mais chances de desenvolver doenças cardiovasculares ou sofrer infartos e derrames e por isso devem tratar de forma mais cuidadosa seus níveis de colesterol, triglicérides, além de evitar o tabagismo e ficar de olho na pressão arterial.

Como viver com o Lúpus

O Lúpus é uma doença que tem tratamento, mas não é incomum que o paciente que faz o tratamento tenha fortes crises e até mesmo um período de agressão intensa que pode levar a pessoa a óbito.

No entanto a pessoa que faz o tratamento e descobre cedo a doença tem uma vida normal, mas o diagnóstico é detalhado já que são necessários uma série de exames positivos, além de sintomas clínicos para que o diagnóstico da doença seja fechado.

O exame mais famoso é o FAN ou fator anti-núcleo que dá alterado em 99% das pessoas que possuem Lúpus e em 30% das pessoas que não apresentam nenhum tipo de doença. Também é comum no paciente afetado pela doença anticorpos como anti – DNA dupla-fita, anti- P ribossomal e p anti – SM, principalmente em concentrações altas.

Por enquanto o Lúpus não tem cura e por isso é preciso que você fique atento aos sintomas apresentados pelo seu corpo e também fique em dia com seus exames de rotina, mas lembre-se é preciso ter cuidado e muita paciência na hora de consultar um médico pois o Lúpus é conhecido como uma doença na qual o diagnóstico é um verdadeiro quebra-cabeças. Isso porque nem sempre é possível encontrar aqueles anticorpos específicos fazendo com que o médico una os exames clínicos com as dores e reclamações dos pacientes, além é claro de manchas nas peles, inchaço nas articulações e até mesmo febre.

Recomendados Para Você:

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.