Dominio: saudenocorpo.com
Chave: 551eaec2ada22cab6158c5b90561a1f4a1415d7a
Hora do cache: 1480808842
Vida do cache: 1482104838
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: 06edfff39384f069d6b8da8be1ebde6bffc7fa85
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

O que é ablação por cateter?

A fibrilação atrial é uma condição cardíaca que atinge 2,5% das pessoas no mundo e é considerada uma disfunção séria, pois pode gerar diversas complicações. Por conta disso, muitos cardiologistas, ao diagnosticarem a condição, indicam um tratamento de ablação por cateter para os pacientes.

Quando acometido pela fibrilação atrial, o paciente possui um ritmo cardíaco irregular, originado nas câmaras superiores do miocárdio, ou seja, nos átrios. Essa arritmia cardíaca pode gerar sintomas como, fadiga, desmaios, fraqueza, dores na região torácica e outros. O que torna o tratamento necessário para devolver a qualidade de vida do paciente.

o que é ablação por cateter

Como funciona a ablação por cateter?

O tratamento para fibrilação atrial conhecido como ablação por cateter consiste em uma cauterização, que é realizada nos locais que dão origem à arritmia cardíaca. Esse procedimento é considerado pouco invasivo, pois não exige a abertura da caixa torácica, como acontece em outros tipos de tratamentos para a mesma condição.

A ablação deve ser realizada por um cardiologista em uma sala hemodinâmica, sendo esse o local apropriado para realização de cateterismos. Durante o procedimento, o especialista irá inserir um cateter até o local do foco da fibrilação atrial e, utilizando-se de técnicas de radiofrequência, irá eliminar as células que estão causando o problema no coração.

A fibrilação atrial é mais comumente diagnosticada no átrio esquerdo, devido ao isolamento das veias pulmonares. A ablação por cateter objetiva ser um tratamento definitivo, com sucesso em aproximadamente 80% dos casos, evitando que o paciente precise manter outros tratamentos, como o medicamentoso, após a realização do procedimento.

Quando realizar a ablação por cateter?

Ainda que alguns casos sejam assintomáticos, não apresentando desconfortos diários aos pacientes, a fibrilação atrial é uma condição cardíaca grave e deve receber o tratamento adequado, para que não gere um agravamento do quadro clínico do paciente. Apenas o cardiologista poderá indicar qual o melhor tratamento, considerando as peculiaridades de cada caso, mas a ablação por cateter pode ser indicada nas seguintes situações:

  • Pacientes com restrições aos medicamentes indicados para o tratamento da fibrilação;
  • Casos nos quais os remédios prescritos para controle da condição não apresentam os resultados esperados, sendo ineficazes para estabilizar a saúde do paciente;
  • Ocorrências nas quais uma atividade elétrica anormal identificada no coração põe em risco à saúde e integridade do paciente.

Como a disfunção pode ser assintomática, é essencial que pessoas com 40 anos ou mais procurem um cardiologista para exames de frequência, principalmente em casos de histórico familiar com problemas cardíacos. O especialista irá indicar tanto os exames necessários quanto a melhor opção de tratamento, de acordo com a condição clínica do paciente.

Recomendados Para Você:

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.